Centenário da Bauhaus será homenageado com ampliação de museu
janeiro 4, 2019
KPF conclui o terceiro prédio mais alto em Shenzhen
janeiro 8, 2019

Sasaki transformará estádio de futebol em Xangai em parque público

O escritório de arquitetura Sasaki acaba de apresentar um projeto que pretende transformar o estádio de Hongkou, em Xangai, em um novo parque público e centro comunitário. Construído durante a década de 1990, Hongkou foi o primeiro estádio de futebol profissional construído na China. Procurando resolver os problemas de conexão entre o estádio e o Parque Luxun, o projeto pretende dar continuidade à paisagem do parque através do estádio de futebol, criando um único e contínuo espaço urbano verde e sustentável. As informações são do Arch Daily.

Ambas estruturas urbanas encontram-se localizadas ao longo do corredor verde do distrito de Hongkou, acessíveis através da rede de transporte público da cidade, incluindo os trens de superfície e o metrô. Entretanto, quando não há jogos no estádio, a estrutura permanece isolada de seu contexto criando um enorme vazio em um bairro comercial vibrante e cheio de vida. O espaço ao redor do estádio permanece subutilizado durante a maior parte do ano, de maneira que a nova linha de trem de superfície foi criada para possibilitar a reintegração desta área ao tecido urbano de Hongkou.

Além da reforma do estádio, uma das principais intervenções propostas pelos arquitetos é a criação do Midline – um parque elevado construído sobre a linha férrea do VLT, conectando o distrito universitário de Hongkou (ao norte) aos distritos culturais e comerciais (ao sul). A primeira fase do projeto contará com um extensão toral de 2,2 quilômetros, oferecendo acesso ininterrupto para pedestres e ciclistas ao longo de todo o bairro à uma enorme variedade de programas e atividades. Na rua do lado de fora do estádio, novas lojas e restaurantes fazem companhia à nova estação do metrô além de animar a praça principal e a estrutura de acesso ao estádio.

A capacidade do estádio também foi ampliada para acomodar um total de 50 mil espectadores. A integridade dos principais elementos estruturais do projeto original também foi cuidadosamente respeitada – uma parte significativa da estrutura existente permaneceu intocada. A nova estrutura organiza-se em nove pavimentos, cada um deles contém tanto o programa tradicional do estádio de futebol quanto uma diversidade de novos usos e experiências, incluindo um museu do futebol, clubes VIP, instalações recreativas e um restaurante panorâmico com vistas para o terreno de jogo, para o parque e para o skyline de Xangai. Os jardins e praças criadas no entorno do estádio encontram-se sempre abertas para o público, permitindo uma melhor apropriação e integração da estrutura na vida cotidiana da comunidade local.

Ao transformar o estádio em um bem de uso público, o projeto de renovação vai muito além de sua função original. A grande maioria dos estádio ao redor do mundo servem ao único propósito de sediar eventos esportivos, edifícios que permanecem vazios durante a maior parte do tempo. O projeto desenvolvido par o Hongkou Stadium, reinventa a idea de arena esportiva, transformando-a em um complexo multifuncional que atende às suas demandas eventuais enquanto cria um espaço público à disposição de todos os cidadãos. Com seu hall monumental de acesso integrado à paisagem urbana do Parque Luxun, o estádio transforma-se em espaço público, um mirante para o parque para a cidade.

O novo estádio de Hangkou não é apenas uma estrutura funcional e democrática, uma de suas principais virtudes é a sustentabilidade. A abertura entre os níveis de arquibancadas criam vistas panorâmicas e ininterruptas para o parque, permitindo ainda melhores condições de ventilação natural. Impulsionado pela pressão negativa do ar gerada pelo público em dias de jogos, estas aberturas colaboram com o efeito chaminé, levanto o ar mais frio do parque para dentro do estádio. A água da chuva é coletada e armazenada em cisternas subterrâneas usadas para a irrigação do gramado além do reabastecimento dos lagos artificiais do parque. Na fachada do edifício foram instalados painéis de vidro inteligente, os quais podem ser digitalmente ajustados com diferentes graus de opacidade, minimizando o ganho de calor e reduzindo o consumo de energia. Durante os dias de jogos, essa fachada também funciona como um grande painel digital capaz de transmitir os eventos para um público ainda maior do lado de fora do estádio, enquanto que o piso da praça conta com um sistema cinético capaz de gerar eletricidade a partir do movimento das pessoas.

Para tornar o acesso ao estádio mais eficiente durante os grandes eventos, o projeto de reforma prevê uma maior conectividade com o VLT e o metrô, incentivando os torcedores a usar o transporte público. O principal hall de acesso ao estádio funciona como uma extensão do parque, convidando os visitantes a explorá-lo enquanto descentralizam o fluxo de pedestres antes e depois dos jogos. A integração destas duas estruturas proporcionou um aumento de 36% no tamanho do Parque Luxun, incorporando novos usos que transformaram o Hongkou Stadium em um novo ícone para a cidade de Xangai.